Figas no Jornal de Notícias

Figas no Jornal de Notícias
Aquando da entrevista ao JN nos seus 120 anos.

Poder

Pensamento do Conde:
O poder não reside em quem pensa que manda mas sim em quem desobedece.

quinta-feira, 24 de março de 2016

Letra de fado

Isto de esperar que
a poesia seja amor!
que seja romance!
que paz alcance!
que dê abraços
que seus versos masturbem lábios!

Bolas!

O que esperam da poesia!

Porém,
poesia é tudo,
tudo o que nela a vida tem,
quando "fodida" também,
aí até dá letra de fado,
e vai de de terra em terra
cantar a tristeza d'alguém,
e batem palmas,
palmas,
palmas à tristeza!
E, assim se masturbam
na poesia da desgraça,
quando, afinal,
toda a poesia é sempre
só mais um dia
em que o sol nasce e por nós passa!



quinta-feira, 7 de maio de 2015

LEVA-ME



LEVA-ME
Se me despires,
até à minha inocência,
levar-me-ás
à pureza do meu cristalino,
à retina dos horizontes,
ao espanto do acontecer
ao espanto de te ver!

Sim,
ai se me levasses!

Leva-me,
livra-me do caleidoscópio dos nadas;
 do tudo e nada que me rodeiam!

Sê tu meu reinício.

Faz com que eu seja pérola
no colar dos teus desejos.

Quero, com a minha inocência,
bailar no palco das ânsias do teu olhar.

Se me despires,
até à pureza do meu cristalino,
poderás comigo brincar;
serei o teu menino.

Despe-me.

Livra-me de todos- os- nadas.
Para mim és tudo!
……..XXXXXX……..
Autor: Figas de Saint Pierre de Lá-Buraque
Gondomar

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Poema do nada



POEMA DO NADA

Um nada tornou-se corpo
e estendeu sua mão ao meu,
absorto com o nada da ocasião,
eu e o nada fomos passear,
vimos coisas importantes,
mas o nada sempre a notar
que tudo será nada
como dantes!

O nada,
sempre a mim tão colado,
que parece toda a minha condição!

Eu ter de ir, com ele,
a todo o lado com meu nada
é a única solução!

Ao ver coisas impantes,
o nada, a meu lado,
nunca calado,
diz-me que coisas
importantes serão sempre nada
como dantes!

Eu já desconfiava,
que quando do nada nasci
era o nada que me acompanhava
em tudo que fiz e vivi!
.......XXXXXX.........
Silvino Figueiredo
(Figas de Saint Pierre de Lá-Buraque)
Gondomar-PORTUGAL


sábado, 14 de março de 2015

QUE DEMOCRACIA?!

Que Democracia?
Querem eleger o padre da paróquia?
O Bispo da Diocese?
O Chefe das Finanças?
O Juíz da Comarca?
O Juíz do Supremo?
O Chefe da esquadra?
O varredor do lixo da rua?
O presidente da EDP?
Da CP
Do Espírito Santo?
O diretor de obras da Câmara?
O chefe das retretes públicas?

Quem é que anda, por aí,
a sonhar com democracia?!
Que diferença entre Democracia e Ditadura?
Para quê tanto trabalho a votar se são sempre os mesmos a mandar, para depois nomear, nomear, nomear, nomear!? Nomear quem? Os amigos "democratas", claro. Queriam Democracia?!
Olhai a "santidade da democracia do Bispo do Porto, que dá caneladas aos de Canelas, pois que nem recebe os fiéis do transferido Padre Roberto!
Perante isto, gosto muito de ouvir falar do radicalismo do Islão! O cristianismo não é radical! Não senhor. As ovelhinhas é que não compreendem o papel do pastor!, que, afinal, só as quer bem tosquiadas, para chegarem limpinhas ao Paraíso. Ámen

UN ÉDIT D'UN TAP

UN ÉDIT D’UN TAP
Amour
je suis un TAP:
-Trabalhador Amoroso Português-
quero, no teu colo
fazer um protocolo;
que na tua reestruturação
não despeças meu coração.
Prometo nunca fazer greves ao que me pedes!
Je suis un TAP.

Não quero que te vendas,
apenas que entendas
que quero que sejas sempre patrão do meu coração.
Je suis un TAP.
Deixa que teu colo seja mesa,
onde se deite toda a tua beleza
e assinemos nosso amoroso protocolo!
Après, comme je suis un TAP
je ferai tap tap tap,
d’accord avec le protocole.
D’accord?